quarta-feira, 31 de outubro de 2012

FELIZ ANIVERSÁRIO, CARLA CASCARIA

A Força da Mulher: Carla Cascaria


     Eu sempre me pergunto: de onde vem a força da mulher? 



     Este ser que encara a vida de maneira diferente do homem; que aceita a vida, sem brigar com ela.


     Que é forte, sendo frágil. É incisiva, sendo terna. É soberana, sendo servil.


    É da natureza feminina cuidar, proteger, prover e amar.


     A mulher é mais acolhedora, mais conciliadora, mas nem por isso menos batalhadora. 


     A mulher encara a vida e tem fé no futuro porque sabe que a existência precisa dela para poder continuar.


     A força da mulher vem de Deus, pois é ela a criatura mais perfeita de nosso criador.


     Deus salve a mulher!!!

Feliz aniversário a Primeira Dama de Poção de Pedras, Carla Cascaria.





quinta-feira, 25 de outubro de 2012

OFICIAL: JÚNIOR CASCARIA FALA SOBRE SECRETARIADO

JÚNIOR CASCARIA DESMENTE LISTA DE SECRETARIADO PUBLICADA EM BLOG



     O prefeito eleito de Poção de Pedras, Júnior Cascaria, manifestou-se hoje, 25 de outubro, pela primeira vez a respeito da composição de seu secretariado e criticou duramente a prática de um blog que diariamente tem publicado uma falsa lista de indicados aos cargos de confiança da nova administração.


     "Até o presente momento só estão definidos o secretário de saúde, Dr. João, e a secretária de educação, Ângela Galvão, por entendermos que essas secretarias precisam que seus novos ocupantes se inteirem de suas situações e comecem de já a estudar os recursos que estas recebem e a acompanhar de perto a transição de governo."



      Incomodado com os boatos e intrigas que circulam na rede a cerca da formação de seu secretariado, o prefeito também manifestou-se sobre o assunto:

     "É de uma extrema falta de ética, de responsabilidade e de seriedade, e até falta de respeito para com o público, ficar o dia inteiro 'inventando' listas falsas de possíveis secretários, postando inverdades e perdendo a credibilidade dos leitores, como faz esse Carlinhos do Blog."



     E ainda em seu discurso de repúdio à falsa postagem do Blog do Carlinhos, o prefeito comentou:

     "Se o blogueiro tivesse a pretensão de fazer um trabalho sério, de informação aos leitores, ele teria procurado a única pessoa respaldada para lhe dar essas informações, que seria eu mesmo, Júnior Cascaria. No entanto, não fui consultado. E essa atitude dele, só nos dá a certeza de suas reais intenções que são as de jogar pessoas do nosso grupo político uma contra as outras; perturbando a ordem; propagando o mal; postura esta que ele manteve durante toda a nossa campanha política e parece que deseja continuar nessa linha de 'inimigo do povo' e por isso eu repudio a sua atitude e a classifico de inconsequente e  de irresponsável."

     Quanto aos nomes dos aliados que ocuparão as secretarias do governo, o prefeito eleito antecipou somente que:

     "São pessoas capacitadas, sérias e ligadas ao nosso grupo político. Porém eu só irei divulgar seus nomes oficialmente no dia 15 de dezembro."

     O caráter do jornalismo exige seriedade, eficiência e credibilidade, sem estes pré-requisitos o que resta é somente a ignorância.

terça-feira, 23 de outubro de 2012

TRANSIÇÃO DE GOVERNO: TEMPOS PERIGOSOS PARA OS MUNICÍPIOS

APÓS ELEIÇÕES MUNICIPAIS DEVEMOS FICAR ATENTOS AO PATRIMÔNIO PÚBLICO E  A OUTROS BENEFÍCIOS DO MUNICÍPIO



Notícias nos chegam todos os dias de saque ao patrimônio público em Poção de Pedras.

'Muita gente' preocupada com a formação do secretariado de Júnior Cascaria e o mínimo de gente fiscalizando nosso patrimônio.



Passadas duas semanas das eleições que elegeram o novo prefeito de Poção de Pedras - Ma, Jr. Cascaria, chegam-nos constantemente notícias de saque, desvios e depredações ao patrimônio público.

A quadra esportiva foi destruída por vândalos; sumiu a televisão de plasma, 42°, que estava no Caps; os computadores, freezeres e fogões das escolas estão sendo levados... e muitas outras denúncias já nos chegaram.

O cidadão poçopedrense, preocupado com os bens da cidade, relatam, fotografam, filmam e seguem esses 'ratos' de gabinetes que acham que, dessa vez, vão sair impunes aos furtos que estão fazendo.



Um aviso aos diretores de escolas e responsáveis por outros  estabelecimentos da prefeitura: é sua obrigação  preservar o nosso patrimônio e não permitir que ele seja saqueado como estaria ocorrendo segundo denúncias feitas por várias pessoas.


Vamos deixar bem claro que isso não vai ficar barato e que os responsáveis pelos saques vão parar na cadeia. 
A preocupação dos populares procede, pois logo após o resultado da eleição, já na segunda-feira, já fomos avisados que freezeres, fogão,televisão, dvd, cadeiras  e até comida estavam sendo levados por gente da prefeita de depósito, escolas  e de outras repartições.
(Mas o que já foi furtado nós sabemos onde está, assim como sabemos quem levou. Que vergonha!!!!)
Não pensem que o crime compensa e não confiem mais em seu antigo protecionismo, acabou!!!
Quem manda agora é o povo!! 
Seja porteiro, zelador, diretor, vereador ou prefeito quem se apropriar dos bens públicos irá responder por tudo que houver sido desviado. 
E mais. 
O Prefeito, perdido, está de conchavo com os seus vereadores, e juntos estão agindo como uma verdadeira quadrilha organizada: o que o prefeito determina, a câmara faz sessões extras e aprova as vergonhas desse prefeito, psicopata.
Nesta terça-feira, por exemplo, aprovaram o orçamento do município para 2013 que estava previsto para ocorrer no dia 31 de outubro, anteciparam para hoje, em sessão extraordinária (com remuneração também extra) e cortaram as verbas que o município recebe só para prejudicar o governo de Júnior Cascaria.
Mas na verdade o grande prejudicado dessas ações irresponsáveis praticadas pelo prefeito e por sua câmara de vereadores é POÇÃO  PEDRAS. 
Pois o novo prefeito vai encontrar muita dificuldade de trabalhar para a melhoria da cidade e do cidadão se essa conduta irresponsável de nossos administradores continuar.

CIDADÃO DEFENDA SEUS DIREITOS. FISCALIZE E MANIFESTE-SE CONTRA ESSA FALTA DE RESPEITO E DE COMPROMISSO COM O NOSSO MUNICÍPIO.
DENUNCIE AQUI NO BLOG.
TODAS AS DENÚNCIAS SERÃO PUBLICADAS.

QUAL A DIFERENÇA ENTRE GILDÁSIO E CASCARIA?


Poção de Pedras - Ostentação, Prepotência e arrogância derrubam o prefeito Gildásio Silva



Gildásio Silva
 A prepotência, ostentação, arrogância e falta de consideração com os que favoreceram seu sucesso na vida fez com que o prefeito de Poção de Pedras, Gildásio Silva (PSD), fosse derrotado nas eleições pelo empresário Augusto Inácio Júnior, o “Júnior Cascaria” (PRB), com uma diferença esmagadora de 1518 votos.

O blogueiro Décio Sá denunciou que prefeitos maranhenses estavam chegando aos municípios a bordo de helicópteros, e Gildásio Silva, de Poção de Pedras, teria gostado tanto do novo meio de transporte que teria adquirido uma aeronave deste tipo por cerca de R$ 1,5 milhão.

A ostentação foi confirmada pelo blog “Poção de Pedras Quem Ama Curte”, denunciando que logo nos primeiros três meses de mandato, Gildásio visitava o município a bordo de um helicóptero e desfilava em carrões importados, quadriciclo e teria comprado a casa mais cara avaliada pelo mercado imobiliário da cidade.

JUNIOR CASCARIA”

O novo prefeito do município de Poção de Pedras “Júnior Cascarias” foi eleito com 6.853 votos (56,23% dos votos válidos. O atual prefeito Gildásio Ângelo da Silva conquistou somente 5.335 votos (47,77%). Além do mais, a coligação “Junior Cascaria” elegeu a maioria dos 11 vereadores com assento na Câmara Municipal de Poção de Pedras.

“Júnior Cacaria” nasceu em Poção de Pedras, onde morou toda a sua  infância e adolescência, de onde migrou para o Pará. Sua primeira profissão foi de mecânico bicicletas. Hoje “Júnior Cascaria” é um próspero empresário do ramo de transportes. O TRABALHO duro e a HUMILDADE falaram mais alto!

 EM

domingo, 21 de outubro de 2012

OS 10 MANDAMENTOS DO BOM PREFEITO


Os 10 mandamentos para ser um bom prefeito




FOTOS DO REENCONTRO DO PREFEITO ELEITO, JÚNIOR CASCARIA, E A POPULAÇÃO DE POÇÃO DE PEDRAS


1° Colocar gente honesta e competente nos cargos de responsabilidade.
 

2° Tornar as contas e atos da administração transparentes.
 

3° Cancelar o concurso público sob suspeita. 



4° Parar de nomear apadrinhados para comporem os Conselhos Municipais.
 

5° Não dar sequência a contratos milionários que são contestados judicialmente ou pelo tribunal de contas, a fim de poupar que o patrimônio do Município seja transferido para particulares.
 

6° Dar o exemplo pessoal como autoridade do Município, ou seja, não beber á ponto de ficar embriagado, não ser mentiroso, não ser promíscuo, respeitar a família sob todos os aspectos, não ser desonesto e achar que ninguém vai ficar sabendo dos trambiques, não fazer acertos em detrimento do Município, não pagar veículos de comunicação para se livrar de críticas, enfim, que seja um homem de verdade. Que a dignidade seja o caminho escolhido.
 

7° Dar prioridade para a Educação - Valorizar a figura do professor e, sobretudo valorizando seu salário. O professor precisa se sentir reconhecido pela administração pública, não se pode cobrar de uma classe trabalhadora sendo que seu salário mal dar para as necessidades básicas do dia-a-dia e deixar de ser hipócrita.
 

8° Excluir qualquer ato ou atitude que lembre alguma coisa como perseguição política. O prefeito que persegue, maltrata e até mesmo demite, aquele servidor humilde, honesto, simplesmente porque este tem opinião, pensamento diferente da sua. A liberdade de expressão há de ser respeitada dentro daquilo que chamo de respeito mutuo.
 

9° Um bom prefeito é aquele que é administrador, empreendedor e buscar soluções para o desemprego é uma meta não a ser buscada, mais sim alcançada. Busca permanente por parcerias empresariais e todos aqueles que podem e tem capacidade financeira de investir no município.
 

10° E por último um bom prefeito não é aquele adorado, idolatrado, e sim aquele respeitado. O bom prefeito é aquele que têm consciência de seu poder perante a opinião do povo; o bom prefeito é aquele que se esforça para ser honesto, sem que para isto tenha que ser humilde; o bom prefeito sabe ouvir, observar, para somente daí tomar as decisões importantes, há de ser esperto muito mais que inteligente, é aceitável admitir erros de um bom prefeito, mais a burrice vem de burro, jumento, esta ninguém aceita. O bom prefeito, principalmente os de cidades pequenas, é aquele que anda sempre sem dinheiro no bolso, o bom prefeito é aquele que é bom sem ser idiota, sem ser pateta, o bom prefeito é raro, sua existência incomoda, ou será que ele não existe?


sexta-feira, 19 de outubro de 2012

CONCURSO PÚBLICO PÓS DERROTA NAS URNAS

GESTORES MAL INTENCIONADOS PROMOVEM CONCURSOS PÚBLICOS COM FINALIDADES EXCLUSAS


     Uma prática eleitoreira que se tornou muito frequente no Brasil é a realização de concurso público após eleição, cuja campanha NÃO TENHA OBTIDO ÊXITO.

    Depois de fracassar nas urnas e de já ter cumprindo mais de 90% do seu mandato prefeitos de alguns municípios promovem CONCURSO PÚBLICO com finalidades duvidosas.

Especulamos sobre o assunto e elegemos as 6 mais prováveis finalidades desse concurso?

1 - Arrecadar dinheiro, isento de impostos e sem compromisso de orçamento da união, para pagar dívidas restante de campanhas mal sucedidas.

2 - Garantir o emprego de contratados provisórios, e até mesmo irregulares, que, por lei, devem deixar seus cargos logo que o novo prefeito assuma, portanto a partir de 1º de janeiro.

3 - Proteger por meio de aprovação irregular e concurso fraudulento parentes e protegidos do prefeito e de vereadores, que estão na iminência de perder seus cargos e altos salários.

4 - Tumultuar o processo de transição de governo, desviando a atenção das pessoas para outros assuntos que não seja o saque ao patrimônio público e as irregularidades administrativas.

5 - Perturbar a nova administração, comprometendo o dinheiro do município, impedindo novas contratações e até a possibilidade de um concurso honesto.

6 - Colocar a população contra o novo administrador, devido a não homologação do concurso, que pode ser prorrogado a cada 2 anos até perder a validade. 

     Mal intencionados esses prefeitos agarram-se a brechas das leis e para tentar prejudicar o mandato do futuro prefeito, que assumirá a prefeitura em 1º de janeiro de 2013.

O Prefeito de Poção de Pedras, que não foi reeleito, tem a prática de iludir seus eleitores.

- iludiu que Jr. Cascaria não seria candidato: PERDEU.

- iludiu que venceria a eleição: PERDEU.

- iludiu estimulando seus eleitores a apostarem seu bens, arduamente conquistado ao longo de suas vidas: PERDERAM.

- AGORA ENGANA MAIS UMA VEZ: MENTE QUE O TAL CONCURSO É LÍCITO: NÃO É.

OS ILUDIDOS, QUE APESAR DE TANTA DERROTA AINDA ACREDITAM NESSE FAZEDOR DE HISTÓRIAS, VÃO PAGAR SUAS INSCRIÇÕES E AINDA TERÃO SEUS DINHEIROS SURRUPIADOS, MAIS UMA VEZ. 

O MENTIROSO RECEBE O DINHEIRO E FOGE, EM JANEIRO, PARA MUITO LONGE DE POÇÃO DE PEDRAS. ADEUS!!!

PODE OU NÃO SER REALIZADO CONCURSO APÓS PROCESSO ELEITORAL??

VEJAM O QUE DIZEM AS LEIS:

CONCURSO PÚBLICO ANO ELEITORAL 2012: QUANDO E COMO FAZER?

*LAURITO MARQUES DE OLIVEIRA (Magnus Concursos)

     Em 2012 haverá eleições municipal em todo o nosso país e já começam as dúvidas quanto à legalidade e possibilidade de aplicação de concursos públicos, principalmente no âmbito
municipal. E se possível, até quando.

     Inicialmente, temos que concurso público é para seleção de pessoal para ingresso no serviço público, exigível em qualquer das três esferas de governo, para cargos do quadro efetivo,
conforme determina a Constituição Federal, em seu artigo 37, inciso I, in verbis:
“I – a investidura em cargo ou emprego público depende de aprovação prévia em concurso público de provas ou de provas de títulos, de acordo com a natureza e a complexidade do cargo ou emprego na forma prevista em lei, ressalvadas as nomeações para cargo em comissão declarado em lei de livre nomeação e exoneração”.

Em segundo, a Lei Eleitoral, nº 9.504/97, conjugado com o Código Eleitoral, autorizam abertura de concursos em anos eleitorais, normalmente, podendo-se abri-los, aplicar as provas e homologá-los. Quanto à nomeação e posse dos aprovados irá depender da data e de qual esfera de governo, se órgão municipal, estadual ou federal.

Para se entender melhor o assunto, destacamos trecho da Lei 9.504/97, principalmente o inciso V do art. 73, in verbis:

“Art. 73. São proibidas aos agentes públicos, servidores ou não, as seguintes condutas tendentes a afetar a igualdade de oportunidades entre candidatos nos pleitos eleitorais:

V – nomear, contratar ou de qualquer forma admitir, demitir sem justa causa, suprimir ou readaptar vantagens ou por outros meios dificultar ou impedir o exercício funcional e, ainda, “ex officio”,
e mover, transferir ou exonerar servidor público, na circunscrição do pleito, nos três meses que o antecedem e até a posse dos eleitos, sob pena de nulidade de pleno direito, ressalvados:

a) a nomeação ou exoneração de cargos em comissão e designação ou dispensa de funções de confiança;
b) a nomeação para cargos do Poder Judiciário, do Ministério Público, dos Tribunais ou Conselhos de Contas e dos Órgãos da Presidência da República;
c) a nomeação dos aprovados em concursos públicos homologados até o início daquele prazo;
d) a nomeação ou contratação necessária à instalação ou ao funcionamento inadiável de serviços públicos essenciais, com prévia e expressa autorização do Chefe do Poder Executivo;
e) a transferência ou remoção “ex ofício” de militares, policiais civis e de agentes penitenciários.”

Completando o raciocínio, temos o Código Eleitoral, que nos dá uma perfeita definição do termo “Concurscrição de Pleito”.

“Art. 86. Nas eleições presidenciais, a circunscrição será o País; nas eleições federais e estaduais, o Estado; e nas municipais, o respectivo Município.”

Verificamos que a intenção do “caput” do artigo 73 é evitar, durante o período eleitoral, condutas tendentes a afetar a igualdade de oportunidades entre candidatos nos pleitos eleitorais.

Verificamos, também, que o mesmo dispositivo legal, em seu inciso V, define de forma restritiva, quais são as condutas que não são permitidas, qual a sua abrangência territorial, bem como a abrangência temporal. As condutas impeditivas, portanto, são: 
(1) a nomeação, (2) a contratação ou a admissão por qualquer forma, (3) a demissão sem justa causa, (4) a supressão ou readaptação de vantagens, (5) a dificuldade ou o impedimento do exercício funcional, (6) a remoção ou transferência e (7) a exoneração de servidor público. A abrangência territorial é a circunscrição do pleito, e a abrangência temporal, é o período compreendido entre os três meses antecedentes ao
pleito e a posse dos eleitos.

Assim, as entidades municipais, como as Prefeituras, Autarquias, Fundações Públicas, Consórcios Intermunicipais, e as Câmaras Municipais, poderão abrir concursos públicos e aplicar provas em qualquer momento, inclusive no ano do pleito, 2012, e inclusive homologar seu resultado, cabendo observar: 
1) concursos homologados até 3 meses antes da data das eleições,
poderá a entidade pública nomear os aprovados e dar-lhes posse em qualquer época do ano; 
2) Concursos realizados, porém homologados dentro dos três meses que antecedem o pleito, nomeações e posses dos aprovados só serão permitidas em 2013.

Por isso, será muito importante, ao administrador municipal, ficar de olho no calendário, para não se perder os prazos.

Se houver necessidade de se abrir concurso e de se nomear candidatos ainda e até no final de 2012, é recomendável iniciar providências já, como levantamento de necessidades e posterior contratação de empresa especializada. 

Tendo em vista os prazos para contratação da empresa organizadora do concurso, passando pela elaboração do edital, até o resultado final, para sua homologação e conseqüente posse ainda na atual gestão, o tempo urge. 

No entanto, fica claro que o Tribunal de Contas Estadual exige que os editais de concursos, sejam-lhe enviados para análise com 60 dias antes da abertura das inscrições, nos termos do art. 5º da Instrução Normativa nº 8/2009:

“Art. 5º Os poderes, os Órgãos e Entidades das Administrações Indireta e Indireta do Estado e Municípios deverão encaminhar ao Tribunal de Contas, por meio eletrônico, informação acerca da realização de concurso público para admissão de pessoal, após a publicação do edital, com antecedência mínima de 60 (sessenta) dias antes da data de início das inscrições do concurso, sob
pena de suspensão e/ou aplicação de multa diária, mediante preenchimento do anexo VII desta Instrução que se refere ao Quadro Informativo de Concurso Público.

Independentemente das exigências da referida IN – 8/2009 mencionada, os editais de Concurso Público, de qualquer município de qualquer Estado da Federação, deverão contemplar
informações essenciais, como nome do cargo, suas atribuições, carga horária, nº de vagas, percentual de vagas reservadas a portadores de necessidades especiais, vencimento ou salário,
valor da taxa de inscrição, tipos de provas, bibliografia, prazo de validade do concurso, prazos e locais de inscrição, data das provas, possibilidade de recursos, entre outros.

O edital é a peça primordial do concurso e precisa ser elaborado com precisão e clareza e ser seguido à risca, e, principalmente, contemplar somente cargos e vagas oficialmente criadas, por lei, ou no caso de Câmara Municipal por resolução ou lei.

Outro princípio, inclusive Constitucional, que precisará ser observando, é o da ampla divulgação, ou seja, em órgão de imprensa oficial, em jornal de circulação municipal ou regional, em quadros de avisos da entidade, site da empresa organizadora do concurso ou da entidade, se houver.

Deverá também ser contemplada no edital, possibilidade de isenção do pagamento do valor da inscrição para pessoas comprovadamente sem condições financeiras para tal.

Como se pode notar, a escolha da empresa que irá organizar o concurso é de fundamental importância, para tranqüilidade da contratante segurança dos candidatos.

É importante também alertar que será necessária nomeação dos aprovados dentro do número de vagas oferecidas no edital, durante o prazo de validade do concurso, lembrando que
referido prazo pode ser de até dois anos, prorrogável por igual período. (Recurso Extraordinário 598099/MS. Rel. Min Gilmar Mendes – STF)

Por último, orientamos quanto à necessidade de autorização específica na Lei de Diretrizes Orçamentárias bem como a existência de previsão orçamentária para realização da
despesa com a admissão de pessoal por meio do concurso público, o que na prática já existe, em qualquer concurso que se abrir, visto que o provimento de um cargo não constitui despesa nova, se esse cargo já está criado por lei anterior, se essa despesa já está prevista no plano plurianual de investimentos, na lei de Diretrizes Orcamentárias. Toda despesa que já foi previamente prevista, nomeação para cargos vagos, cargos que já existiam, é absolutamente regular.

(*) CONTADOR, AUDITOR, DIRETOR DA MAGNUS
AUDITORES E CONSULTORES ASSOCIADOS,
CONSULTOR DO BEAP.

OBS: A MAGNUS CONCURSOS, SEDIADA EM TERESINA - PI, FOI CONTACTADA PELO PREFEITO PERDIDO PARA REALIZAR O CONCURSO. A QUAL, DIANTE DA IMPROBABILIDADE LEGAL DO CONCURSO, SE RECUSOU A FAZER.

CONCLUSÃO:

O CONCURSO PÚBLICO QUE OS PREFEITOS DERROTADOS NAS URNAS ESTÃO TENTANDO FAZER NÃO ATENDEM ÀS PRERROGATIVAS LEGAIS. (AO CONTRÁRIO DO QUE DIZ POR AÍ UM CERTO TÉCNICO DA ÁREA DE SAÚDE, QUE SE AUTOINTITULA DOUTOR, QUE SÓ TEM INTELIGÊNCIA PARA FAZER O MAL, QUE PERDEU A ELEIÇÃO E AGORA QUER SER TAMBÉM ADVOGADO. QUANDO NÃO PASSA DE UM PERDIDO RIDÍCULO.)

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

QUEM DEVE FISCALIZAR O PATRIMÔNIO PÚBLICO?


A responsabilidade dos PREFEITOS eleitos já começou.

Por Paul Getty

Mais de um caso de saque ao patrimônio público tem sido registrado em cidades de todo país.


Os prefeitos que deixarão os palácios municipais em 31 de dezembro, se encarregam de fazer uma faxina imoral e ilegal. Bens dos municípios, ou a serviço destes, estão sendo retirados para locais incertos e não-sabidos. Sob que argumento? Quem tem o dever de denunciar?

Prefeitos eleitos da Região do Mearim
Todo o patrimônio de um órgão deve ser tombado, o que consiste na catalogação sistemática e devida identificação para que se evite o extravio, furto ou roubo por terceiros. Aquele bem, quando não mais serve ao uso, deve ser descarregado. Isso se dá através de uma inspeção e devido processo de descarga para que o dito bem deixe de figurar na relação do patrimônio do município.



Aos prefeitos não é permitido ordenar a retirada de qualquer bem de um prédio público, sem mencionar o motivo e nem para aonde tal bem foi levado. Seja um ventilador, seja um veículo, tudo é patrimônio do povo, pago com o dinheiro do povo.

Mas não é isso o que se vê. Em geral, as aquisições sequer são feitas em nome do município. O maquinário usado, em geral está no nome do irmão, primo, vizinho ou motorista do administrador municipal. Foram usados pela Prefeitura de forma irregular para sustentar a receita de empresas de fundo de quintal criadas apenas com o objetivo de justificar licitações dirigidas e servirem de poço sem fundo para aonde afluem o dinheiro público.

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

A VITÓRIA DO POVO

NA FESTA DA VITÓRIA O POVO GRITAVA PELAS RUAS DE POÇÃO DE PEDRAS: LIBERDADE!!!!!


Parabéns Poção de Pedras!!


Bom dia Poção de Pedras! Hoje o dia amanheceu mais bonito em nossa sede, em nossos povoados, em nossas estradas, em nossas casas, em nossas famílias enfim. 


Hoje, o povo de nossa terra amanheceu feliz. É muito bonito ver o povo nas ruas, comemorando a realização de seus desejos. 


O povo livre , conhecedor de seus direitos e suas obrigações, é um exemplo a ser seguido por aqueles que, infelizmente, ainda não conseguiram se libertar dos resquícios de costumes atrasados, que nada trouxeram de bom para a nossa sociedade. 


Fico até emocionado ao ver pessoas simples, idosos, a juventude, pais e mães de família se manifestando livremente pelas ruas de Poção de Pedras, comemorando a vitória de seu candidato a prefeito, Júnior CASCARIA. 


Acredito que a Democracia seja o mais belo dos regimes políticos, pois em seu exercício pleno, as pessoas se misturam, formando assim o seu principal elemento, razão de sua própria existência, o povo.


É claro que a democracia incomoda. Incomoda principalmente, àqueles que não pensam no povo, àqueles que não querem perder os benefícios que recebem, em detrimento da partilha justa com a sociedade. 


Me explico melhor: quem recebe sem trabalhar, quem se apropria dos recursos públicos, verbas maquinários e serviços, em benefício próprio, prejudica toda a sociedade, pois esses recursos fazem falta na educação, na saúde e na infra-estrutura do município.


 Felizmente, a Democracia é como uma Fênix, ressurge das cinzas em que é abandonada por aqueles que não lhe tem o devido respeito. 


É o que está acontecendo em Poção de Pedras. O povo, cansado de não ser visto pelas autoridades, está resgatando esse pássaro nas ruas com panelaços, apitaços, vassouradas e, o que é mais importante, com o seu voto, muita fé e esperança.


Como não há prós sem contras, os incomodados com a Democracia em nosso município, adjetivaram essas manifestações de “palhaçada e molecagem”.  


Será que a carapuça lhes caiu bem? É engraçado e ao mesmo tempo triste. Quem não recorda do impeachment do Presidente Collor de Melo? Quem foi às ruas lutar pelas mudanças? 


Que instrumentos foram utilizados senão os utensílios domésticos e o próprio corpo, além da consciência política? 


Pois é amigos, não se preocupem com essas adjetivações pois a vitória é dos justos, dos novos “caras pintadas” de Poção de Pedras. 


O dia 7 de outubro de 2012, ficará na história de nosso município como o “dia do troco”. 


O dia em que o povo respondeu aos nossos dirigentes, nas urnas, que ele tem que ser considerado, sempre. 


Não é maltratando, nem humilhando seus munícipes que alguém se torna líder. 


A verdadeira liderança é a do povo. 


O recado está dado, para os que partem e principalmente, para os que chegam. 


Nesses depositamos nossas esperanças de um futuro melhor, mas estamos atentos.


Parabéns a Poção de Pedras que agora tem um prefeito eleito para todos. 

Parabéns Júnior CASCARIA.

VIVA A LIBERDADE, VIVA POÇÃO DE PEDRAS!

Poção de Pedras, 08 de outubro de 2012
Pinheiro Neto